Comprando Roupas da… Ásia?

Boa noite, pessoas! Este é um post de leigo. Se eu errar, me corrijam!

Hoje não consegui me inspirar o bastante para escrever um novo post sobre Moda, porque me veio novamente todo aquele questionamento sobre os trabalhadores das indústrias têxteis, até que ponto eles são bem tratados etc. Se vocês nunca pensaram a respeito, podem ler um pouco deste post, terminá-lo ou não.

Eu nunca parei para pesquisar a respeito da produção de roupas. Falha minha. Eu só sei que o algodão é colhido por pessoas que trabalham no campo, essa matéria-prima é transformada em roupa em indústrias pertecentes aos fornecedores das lojas.  Vamos tomar isso como exemplo, já que a matéria pode ser couro ou seda, e há outras questões a serem pensadas por trás disso.

fluxogramaCampoLoja

Esse fluxograma maravilhoso tenta mostrar minha linha de raciocínio. Com certeza é mais simples do que a realidade. Ele brotou de meu pensamento quando eu peguei etiquetas de várias roupas, em várias lojas, e vi “Made in Vietnam”/”Made in Indonesia”/”Made in China”/”Made in India”/”Made in Bangladesh”.

Os países asiáticos, ou os que estão concentrados no Sudoeste Asiático, ainda tem índice de pobreza razoável, alguns têm uma população muito grande para garantir trabalho, e por isso as leis trabalhistas são diferentes das do Brasil. Outra pergunta que me fiz foi: Caso a jornada de trabalho seja muito alta, as indústrias seriam multadas por isso? . Não tenho uma resposta. Realmente, não sei como os trabalhadores asiáticos são tratados pelo governo de seus países. Já ouvi muita história de a China permitir jornadas de mais de 10 horas, colocar telas antissuicídio para homens e mulheres não pularem das janelas – porque não aguentavam o trabalho… E aqueles blogueiros da Noruega (se não me engano) que foram levados a uma fábrica de roupas no Camboja? O reality show talvez mostre mais ou menos as emoções à flor da pele dessas pessoas.

Minha mente fica martelando muito essa história, e eu comecei a me distanciar das roupas feitas na Ásia. A etiqueta não me dá garantia de que os trabalhadores são bem tratados ou não. Geralmente eu penso que não. Já deixei de comprar muitas peças, e já andei em um shopping por 4 horas para encontrar 4 que eu gostasse e que fossem feitas no Brasil. Mesmo no Brasil há certas violações dos direitos trabalhistas, porém o fornecedor é multado, e há a pressão da justiça para ele mudar essas condições. Na Ásia, eu não sei se isso é levado adiante.

doislados

Na verdade, esse boicote é [quase] impossível, porque a China, por exemplo, fabrica praticamente todo tipo de objeto. Bem, eu acredito que começar a pensar sobre esses problemas já é um passo. Parar de fornecer capital para ele é outro passo. Sinto-me mais recompensada na hora de me vestir.

Já vi marcas famosas aqui no Brasil serem multadas por tratarem mal seus trabalhadores, que são importantes para costurar as roupas e fazer os detalhes de camisas de R$ 500,00. Quando questiono isso, alguns respondem “Vou continuar comprando mesmo”. Nisso, nada posso fazer a respeito, é um direito da pessoa escolher o que faz. Mas eu, pessoalmente, não consigo olhar para a loja multada da mesma forma que antes.

Algum comentário? Sim, duas fornecedoras da Renner foram multadas em 2014 por bolivianos trabalharem em más condições em São Paulo. Não é só na Ásia que há problemas.

Desafio para o leitor: Achar cardigã feito aqui no Brasil. Não consegui achar um em quase toda coleção Maria Filó para C&A! Tudo era fabricado na China, mesmo a marca tendo sido feita no Rio de Janeiro em 1997. Decepcionei-me ):

Você já pensou a respeito das indústrias têxteis?

~ Maíra Azevedo
29.07.2015 / Dia para calçar meias fabricada em local desconhecido

Clique aqui para comentar sem precisar subir o post inteiro

Anúncios

2 comentários sobre “Comprando Roupas da… Ásia?

  1. É verdade! Infelizmente é muito difícil achar peças fabricadas no Brasil. Quase sempre são importadas e não temos como saber qual a procedência.
    Será que há alguma ONG que faz algum controle mais restrito? Tipo as ONGs que colocam na lista negra as indústrias de cosméticos que testam em animais?

    Curtido por 1 pessoa

Os comentários estão desativados.