Filosofia do Adorno: Bolsas da PFW SS16

Boa noite de sábado, leitores!

Hoje, o Filosofia do Adorno “receberá” algumas das bolsas de estilistas conhecidos, que participaram da Paris Fashion Week SS16 (Semana de Moda de Paris Primavera-Verão 2016). Eu gostaria de ter tido a ideia ainda na NYFW, para fazer desta cidade, além da de Londres e Milão.

Escolhi as bolsas, pois sempre são os primeiros adornos que eu procuro ver em uma semana de moda. Gostei de notar que muitos dos designers preferiram utilizar as pequenas para complementar looks, mas isso não significa que não havia médias e grandes.

Aqui falarei a respeito de Christian Dior, Chloé, Elie Saab, Lanvin e Balmain.

bolsaPFW1

Entre as cincos “marcas” que vou citar, Dior foi quem focou bem em bolsas médias e grandes. Desde monocromática até dourada (não adicionada à imagem acima), as cores variaram desde os tons brancos e terrosos – em maioria – até o azul e cores mais quentes. Os looks eram em grande parte neutros e bem leves, bons para dias calmos de verão.

bolsaPFW2

Chloé preferiu seguir a moda Boho e aplicar a quase todos os looks de seu desfile. As bolsas não podiam ser diferentes, então receberam toques do estilo em forma de franjinhas perduradas e tecido camurça. A alça em aro (na bolsa rosa pastel) foi um detalhe da grife, mas eu não gostei muito da ideia.

bolsaPFW3

Elie Saab é conhecido por seus vestidos de eventos importantes e festas glamurosas, sempre com muita riqueza de detalhes. Na PFW deste ano, ele optou por looks mais casuais, mas sem deixar de adiocionar alguma novidade. As bolsas refletiram essa tentativa, portanto é fácil perceber que cada uma tem algo diferente: a pequena vermelha é simples no formato e chamativa na cor; a clutch é inusitada, essa é a palavra; a azul é séria e boa para usar durante o dia inteiro; a branca veio com listras irregulares.

bolsaPWF4

Ao contrário de Elie Saab, Lanvin preferiu conservar um formato específico de bolsa e modificá-la pouco de um look para outro. No entanto, em questão de cor em estampa, nada parecia ser “demais” para a passarela – é só notar a bolsa estrelada acompanhada de uma minibag em formato clutch. Algumas podiam vir com a marca estampada e em tons neutros (algumas grifes gostam disso).

bolsasPWF5

Para finalizar, eu trouxe os adornos da Balmain. Talvez seja uma distração minha, mas se não for, em todo o desfile só 3 bolsas apareceram. Fiquei triste, pois eu estava gostando das clutches com um visual mais neutro, poupando detalhes (ou não). Apesar dos looks terem tons mais neutros, os acessórios não foram usados para quebrar essa tendência, mas sim para adicionar uma novidade – não foram uma preocupação na hora de criar as peças.

___

Será que as bolsas pequenas vão continuar ganhando atenção no mundo da moda?

___

Fontes:
Christian Dior: aquiaquiaqui e aqui
Chloé: aquiaquiaqui e aqui
Elie Saab: aquiaquiaqui e aqui
Lanvin: aqui, (procurando fonte), aqui e aqui
Balmain: aquiaqui e aqui

~ Maira Azevedo
03.10.2015 / Today is 3rd October

Clique aqui para comentar sem precisar subir o post

Anúncios

15 comentários sobre “Filosofia do Adorno: Bolsas da PFW SS16

  1. Oi Maíra!

    Cada bolsa mais linda que a outra. Eu particularmente prefiro as maiores (apenas pelo fato de carregar a casa na bolsa), mas, apesar de não serem grandes, eu amei o design das bolsas da Lanvin. Lindas!

    Abraços!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Adorei essa bolsa azul de Chloé. confesso que uma coisa que eu não costumo observar muito em um desfile, são as bolsas, e olha que eu acho lindo 🙂
    Muito bom! Bom resto de domingo!
    Beijao :*

    Curtido por 1 pessoa

    • De vez em quando eu paro para checar esses detalhes. Acabo muitas vezes me surpreendendo. As bolsas são parte leve, os sapatos devem ser ainda mais interessantes de se ver!!
      Espero que tenha passado um bom final de semana, Lê! Beijins!

      Curtir

Os comentários estão desativados.