Resuminho de Fevereiro [atrasado]

Ois, pessoas! Já estamos no 5º dia de março e eu me pergunto se ainda há tempo de falar de fevereiro…

Vou considerar a paciência de vocês e concluir esse post. Espero que os olhares curiosos se mantenham aqui enquanto escrevo sobre meu cotidiano do mês passado.

Eu acabei escrevendo muito, então não se incomode de só ler um tópico dos que eu vou citar abaixo (: Separei-os para deixar tudo mais fácil.

__

1. Medo de mosquitos, Virose da Mosca (?), Gripe

cotfev5 cotfev6

Nossa, pareceu que o Recife entrou em uma epidemia de vários tipos de vírus em Fevereiro (parece não, a cidade entrou mesmo). No período de carnaval, mesmo sem sair de casa, eu contraí uma virose violenta, quase desidratei (sintoma: sede intensa, “boca seca”), mas me recuperei rápido. Com minha família aconteceu a mesma coisa. Pelos sintomas, creio ter sido a já falada Virose da Mosca, aparentemente uma gripe comum, mas de início e término super rápidos.
Os mosquitos Aedes aegypti apareceram em massa em meu bairro também. Eu os via (e tentava matar) todos os dias durante as manhãs e as tardes. Não preciso comentar sobre o medo de contraí Dengue (um dos 6 tipos que existem), Zika ou Chikungunya. Cada vez mais ouço pessoas próximas relatarem que já adoeceram por conta de uma dessas 3 arboviroses (viroses transmitidas por vetores insetos), e digo: Chikungunya é o sofrimento pessoal físico (dooooores de não conseguir se mexer) e Zika, sofrimento mútuo psicológico (ainda investigando sobre a relação com a microcefalia).
E Gripe todo mundo tem em fevereiro, não podemos fugir. Mas as campanhas de vacinação estão no momento suspensas, talvez para investigação a respeito da microcefalia – que Pernambuco está correndo contra o tempo para descobrir o porquê do surto.

2. A moda dos planners me afetou (de maneira muito positiva)

Agora entendo a importância de escrever todas as tarefas, objetivos e lembretes em algum lugar. Com certeza esquecemos de coisas importantes, não só aquelas que valorizamos menos. Eu, portanto, resolvi aplicar a lógica dos planners na vida acadêmica, nos meus esquemas de exercícios físicos e nos meus gastos financeiros (uuuh, como se eu já trabalhasse kkkk) e DEU MUITO CERTO!!
A maior mudança que senti foi ter começado a escrever tudo o que eu fazia quando me exercitava. Se eu andava na esteira a 5km/h durante 30 minutos, eu escrevia. Se eu fazia 100 elevações com o pé (ficar de ponta de pé e depois voltar ao normal) para trabalhar as panturrilhas, eu escrevia também. Aceitei fazer desafios que o We Heart it mostrou (os leves, ainda estou no 1º mês). Vendo pela escrita, eu percebi minha evolução e também me senti motivada a aumentar meus esforços. Hoje, depois de 15 dias, sinto meu corpo incorporando mais oxigênio e menos cansado nas caminhadas, tanto que posso dar corridinhas de 1,5 minuto a 8km/h (teste sedentário para perceber o possível sofrimento).
Financeiramente, eu comecei a fazer cálculos em relação ao combustível para meu carro e percebi que o etanol é a melhor opção em todos os sentidos: rendimento km/L, custo, meio-ambiente, proximidade do posto de gasolina da minha casa. Se seu carro é flex, considere fazer as contas e pensar nesses detalhes.

3. Mudança de hábitos: produtos que não testam em animais e marcas novas

cotfev2 cotifev1

Depois que incorporei a categoria “Sabedoria”, que por trás nos faz pensar a respeito do trabalho digno na fabricação de peças de roupa, nos cosméticos não testados em animais e o ativismo de pessoas e suas pequenas empresas, eu percebi que preciso entrar nesse pensamento integralmente. Antes, pensava sobre a questão dos cosméticos, mas não colocava em prática em minhas compras. Fevereiro foi um bom momento para mudar isso.
– Para começar, resolvi testar um creme de pentear da Bio Extratus e comprar um creme para hidratação da mesma marca (ainda não usei por preguiça, me julguem). Meus cabelos aceitaram o creme muito bem. Ficam com menos frizz de manhã e têm um brilho especial. Acho que eu deveria fazer resenha sobre o produto, mas também quero testar o shampoo e o condicionador (só quando os meus antigos acabarem).
– Continuando com marcas que não testam em animais, comprei sabonetes em barra da Granado (sou fã desde a primeira vez que entrei naquela loja), os mais simples de R$ 2,95 (flores da primavera e lavanda). A aparência deles não é chamativa e a consistência não é cremosa, mas minha pele não ficou diferente depois do uso (em Recife é sempre muito úmido, então não ressecou meu corpo). Adorei ter testado, deu muito certo.
– Mas em meio à falta de protetor térmico para meus cabelos (sim, eu gosto da chapinha/prancha, ela faz parte da minha vida), eu decidi comprar um produto da indústria brasileira Hanova (pelo menos ajudando na crise), mesmo sem saber se ela testa ou não em animais (pfvr não me decepcionem, eu comprei 500mL de BB Cream para cabelos de vocês). O protetor em cheirinho de milkshake de morango (AMO), mas no cabelo ele fica bem discreto. Quem tem enjoo a cheiro de produto não ficará, caso use esse. Ele não traz uma diferença em relação a outros protetores térmicos, mas como promete proteger também do sol, espero que ele esteja fazendo o trabalho completo! Em Recife, é necessário ter essa ajuda durante todo o ano.

4. Cadê meus livros? Estou entre finalizar 2

AFFE, quando eu consigo ler 3 em janeiro, fevereiro vira um fiasco. Estou na metade de um livro de 80 páginas (poucas, nota-se), mas fico dividida entre ler este ou Genealogia da Moral, de Nietzsche, que leva muito tempo e é maravilhoso. Acabou que não terminei nenhum dos dois. Minha listinha do desafio literário permanece com 3 itens riscados, mas em breve poderei riscar mais.
PS.: estou usando o desafio para me estimular a ler, senão passo um ano inteiro sem tocar nos livros. Sim, vergonhoso, mas nunca é tarde para mudar.

5. Iniciando o 6º período de Medicina / A Dama Aprendiz sente minha falta (e eu dela)

cotfev3 cotfev4

Pior do que você querer escrever em seu blog é você não ter tempo para fazer isso. As ideias se acumulam, mas pensar em fazer um post sem organizar as imagens no photoshop e sem sentar com calma (sem dormir em cima do teclado) é impossível para mim. Eu não consigo escrever no final de semana e agendar para os dias úteis, pois é pouco tempo para tanto post. Até pensei em desistir, mas eu fico tão feliz e satisfeita quando escrevo e manipulo as imagens e respondo a comentários, que não vale a pena desistir por conta do tempo. A Dama Aprendiz é um hobby lindo, falta só eu organizar melhor momentos para ficar com ele.
A medicina (como qualquer outro curso) exige muita atenção, mas o 6º período (da UPE) é o mesmo que dizer “Ok, eu adoraria que você parasse o que está fazendo agora e começasse a estudar para as aulas antes de elas começarem, porque eu vou aplicar testes valendo nota todo santo dia”. Bem, sim, testes de 10 minutos valendo nota para saber se você está empenhado nos estudos. Apesar de parecer horrível, é um ótimo método para torná-lo mais aplicado, focado e otimizar o tempo. Até agora, está dando certo. Até agora.

__

Sério, quantos tópicos vocês leram? kkkkk

__

Fontes: fotos tiradas por mim ( aquele panfleto da UPE tbm ❤ )
Imagem em Destaque

~ Maíra Azevedo
05.03.2016 / Ontem, eu estava uma zumbi. Se tivesse post, só seria “quero miolos”

Anúncios

4 comentários sobre “Resuminho de Fevereiro [atrasado]

  1. Eu vou começar a faculdade logo, logo e já estou pensando no dilema que vai ser para associar os estudos com o blog! Minhas leituras de Fevereiro também foram uma vergonha, melhor nem citar meu desempenho nesse quesito. Por incrível que pareça não peguei nenhuma virose nesse início de ano, e olha que aqui no norte o negocio tá feio também, viu? Só devo agradecer mesmo. Que esse mês de março seja proveitoso para nós! Beijos ♡

    http://www.tobemzen.com

    Curtido por 1 pessoa

    • Eu acho que com muita força de vontade a gente consegue manter o blog, mas tbm entendo perfeitamente passar 1 semana sem postar nada. Já aconteceu de eu estar nos estudos e ainda sofrer bloqueio criativo. Com isso, nada de novo consegue sair!!
      Um amigo meu está ansioso para que eu termine o livro de Nietzsche. Eu gostaria de fazer isso logo em março para discutir com ele os pensamentos do autor.
      E fico muuuuuito feliz por você não ter pego nenhuma dessas viroses horríveis. O melhor é que elas passem bem longe kkkkkk
      Beijiiiins :**

      Curtido por 1 pessoa

  2. Eu peguei dengue aqui em SP ano passado e fiquei muito muito mal: uma semana de cama, uma semana me arrastando pra viver e mais duas pra conseguir ~voltar ao normal. Vou ai pra Recife mês que vem (e em outros lugares do Nordeste) e tô com medinho de ficar doente de novo :~ hahaha.
    E volta da faculdade é sempre assim, a gente sempre acaba deixando alguma coisa de lado (ou muitas) pra conseguir se dedicar, ainda mais em medicina, nem imagino que loucura que deve ser sua vida, hahaha. Mas não desiste do blog não, vai anotando as ideias e quando estiver com tempo posta, sem cobranças, sabe? É a melhor coisa que você faz.

    Curtido por 1 pessoa

    • Ano passado, minha mãe pegou dengue tbm e ficou desse mesmo jeito. Muito fraca, sem ter força para qualquer atividade (especialmente, quando tinha febre). Espero mesmo que o Recife consiga controlar essas epidemias o mais rápido possível. Eu tô percebendo o desaparecimento dos mosquitos, mas continuo passando repelente e usando roupas que me cobrem (mesmo com o calor horrível). Repelente será seu melhor amigo!

      Acho que qualquer curso deve ter uma carga bem difícil. O “problema” do meu é o horário integral. Só sobra a noite para fazer alguma coisa (quando não tem plantão de 4 h de duração). O final de semana acaba sofrendo tbm. Loucuras loucuras.

      Tomara que sua viagem seja muito proveitosa, Kah! Beijinhos!!

      Curtir

Os comentários estão desativados.