Perda Total no PC *chora*

Boa noite, leitores pacientes que suportam dias sem novidades aqui. Vou dar uma de blogueira de 2006 e contar da vida pessoal, já que a perda total afetou meu photoshop, minhas imagens, meus arquivos de Word… Tô escrevendo no Explorer – perdi o Chrome também -, que por acaso não suporta bem a Plataforma WordPress (gente, como assim).

Na verdade, a novidade de hoje tá rolando há quase uma semana.

Meu laptop começou a sentir problemas pessoais e resolveu fazer greve, parar de funcionar, algo que também fazemos quando estamos inconformados. Acho que minha “máquina” não tava satisfeita com a quantidade gigantesca de arquivos – quem sabe? – e quis parar de funcionar, parar de ligar, de acessar meu usuário. O computador anterior a ele morreu [em meus braços] do mesmo jeito, daí foi pânico. De alguma forma, minha irmã resolveu restaurá-lo para salvar pelo menos as funções básicas – ACESSAR MEU USUÁRIO.

Uhules, deu certo! Já tava ficando chateada. O pc só tem 2,5 anos. Necessito de pelo menos mais outros 2,5 anos para considerar como uma máquina resistente. Não suporto ficar trocando meus eletrônicos, crio uma afeição kkkk

Por eu adorar cadernos e papéis, minhas ideias sobre posts sempre foram escritas à mão. Os arquivos que perdi foram em peso fotos antigas (porém algumas de valor sentimental GRANDE… queria todas de volta) e material de estudo de medicina (nada que não possa ser recuperado). No entanto, enquanto vou atualizando o Windows do pc, não baixei Chrome, nem Photoshop, nem Microsoft Office, nem nada. Só tenho comigo o papel de parede de filhote de gato que permaneceu, mesmo após o computador ser restaurado.

Sobre a agenda do Blog: já percebi que não tô conseguindo mantê-la. Tá difícil, mas ainda assim tento pensar em novas ideias e arrumar um tempo para fazer um post. A faculdade toma parte do tempo, mas o principal impedimento é o cansaço ao chegar em casa.

Sobre a vida:
– Incrivelmente, eu consigo destruir todo o possível rendimento de gasolina no meu carro. A quantidade de km/L que a gasolina faz, o etanol faz o mesmo. Bem, menos mal para mim, o preço total do combustível acaba uns R$ 30 mais barato quando escolho o etanol.

– E também consegui passar na seleção para ser voluntária junto a estudantes de Medicina e Enfermagem na Associação dos Portadores de Doença de Chagas e Insuficiência Cardíaca de Pernambuco (lembra-se de que eu estava lendo a respeito da Doença de Chagas em Janeiro?). Estou muito feliz com a oportunidade, pois sempre vi a associação como uma grande ajuda aos pacientes que vão até lá.

– HAAA!! Estou me exercitando!! Já consigo sentir a diferença em relação ao meu rendimento nos exercícios aeróbicos. Desde que comecei, há 15 dias, posso hoje dar umas corridinhas 8km/h por 1,5 minuto sem morrer e andar em um ritmo mais veloz (6 km/h, sendo meu normal 4,5km/h). Para uns não deve significar nada, mas eu desde o vestibular (2012) estou muito parada, e isso foi um grande avanço. Espero prosseguir!

__

Agradeço a quem continua me visitando e se deparando com posts antigos. Não liguem, apenas tenham a esperança de que novidades sairão do papel!

__

~ Maíra Azevedo
02.03.2016 / Aprendi a fazer panfletos no Word! Aguentem-me com minhas inutilidades agora

Anúncios

Por onde estive

Olares, leitores pacientes!!

Não posto há quase duas semanas, porque fui pega de surpresa nesses últimos dias por muitas coisas da minha vida.

A começar pela faculdade, eu fui mal na prova do dia 15/12, marcando a incrível pontuação de 3,9 em uma cadeira que discute o Código de Ética Médica e as resoluções do Conselho Federal de Medicina. Eu tinha sentido que não tinha feito uma boa prova, e isso “ajudou” a me afastar do blog para focar mais no estudo das leis para uma possível final. Ainda estou esperando por mais notícia a respeito da cadeira.

Falando de momentos de descontração, meus amigos do curso de russo fizeram um amigo secreto. Ganhei “Assim Falou Zaratustra”, de Nietzsche. Apesar de o autor ser alemão, serve muito bem! Vamos ver quando poderei começar a ler (a situação das notas na faculdade ainda precisa ser resolvida kkkk).

Fico feliz que, este ano, o Natal foi perfeito. Não sei se é pelo estresse, mas as festividades dos dias 24 e 25 serviram para me deixar mais calma. E nada melhor que poder curtir com pessoas que você tem carinho.

Fui convidada com meus pais para uma ceia no dia 24 na casa de parte da família da esposa de meu tio (sim kkkk). Desde pequena conheço as pessoas e fiquei feliz pelo convite. E tive ideias para penteados (fazia semanas que eu não conseguia criar novos).

nonatal1

Penteado totalmente preso, vestido de estampa chamativa e olhos de gatinho… Nem parecia que eu tinha um 3,9 nas minhas costas. Só não consegui voltar para casa com os olhos de gatinho, porque eu ri tanto com certas histórias que as lágrimas tiraram todo o delineador do lugar.

No dia 25, o mesmo tio e sua esposa que mencionei acima vieram para um almoço em minha casa. Eles e o namorado da minha irmã trouxeram sobremesas maravilhosas (uma delas é este naked cake abaixo). Fiz um penteado confuso e estranho só para não recebê-los sem grampos no cabelo (já são parte de mim, os grampos).

nonatal2

Comemos sem se preocupar com o que chamamos de “balança”. Suponho que só em 2016 começarei a me preocupar com algo semelhante.

A 3ª foto acima são os presentes que ganhei dessa parte da minha família. Fui pega de surpresa, pois este ano não imaginei pedir algo. Contudo, um hidratante para as mãos já estava em uma lista, pois quem usa muita luva com talco sabe o que é sempre sentir suas mãos como se estivessem arranhando uma parede de gesso *ai*.

Ai ai, as festividades desta semana acabaram, então deverei voltar minha atenção aos assuntos de Medicina novamente. Muito em breve conseguirei dar mais atenção ao blog.

Agradeço a todos que continuam visitando A Dama Aprendiz. Estou desejando pelas férias concretas para poder enchê-los de novidades.

~ Maíra Azevedo
26.12.2015 / Parou de chover, enfim

O que podemos aprender com Marie Antoinette

Bom dia, leitores (:

Hm, não sei se com os nobres e a nobreza nós podemos aprender muitas coisas. Muitos dos tributos exigidos da população não era retribuído em serviços sociais; muitos dos aristocratas tinham um emprego no castelo, mas que não o exercia por competência, e sim porque foi indicado por outro (ou pelo próprio rei a estar lá); por fim, ficar descontente com o rei podia ser o mesmo que ser preso e/ou morto. Em geral, creio que estamos melhor sem regimes assim.

Todavia, abstraindo dessas desvantagens e focando na figura de Marie Antoinette, acho que é possível fazer uma listinha de ações de uma personalidade forte. Nem tudo em uma pessoa é defeito ou vantagem. Leiam mais adiante e entederão.

___

1. Enquanto existiam várias regras a seguir, Marie Antoinette acreditava poder seguir as suas próprias.

MA5

Regras ao acordar, ao se vestir, ao falar, ao comer… Claro que elas nos guiam em muitos casos, mas a partir do momento que te julgam de desajeitado quando não segues algumas poucas dela, talvez o melhor a se fazer seja não se incomodar com o que falam.

2. Apesar de nunca ter falado “que comam brioche”, essa frase serve para aquelas pessoas que não gostam do seu modo de agir e ver o mundo.

MA3

Seguindo o raciocínio do parágrafo acima, talvez o julgamento do outro não acrescente muito em sua vida. Se forem conselhos e críticas construtivas, tudo bem. Se não, eu pago pelo meu brioche/bolo/torta e eles, espero, pagam pelo deles.

3. Fazer sua própria moda é uma forma de liberdade.

MA6

Seu look, seu adorno no cabelo, sua maquiagem… Apenas você mesmo tem o direito de dizer o que combina e o que não, o que está bom e o que não. Os sentimentos de estranheza devem ser só a primeira impressão com o novo. Se isso continua incomodando, passa a ser mal julgamento, e não deve impedi-lo de experimentar o que quiser.

4. E se seu estilo muda de acordo com o tempo, siga suas novas escolhas.

MA1

Você pode variar de vestidos extravagantes para uma moda mais simples e bucólica. Experimentar o que te agrada naquele momento é o melhor a se fazer.

5. Você escolhe suas amizades, e ninguém deve convencê-lo de que são inadequadas.

MA2

Condessa de Provence era tímida e reservada. Madame de Polignac era mais extrovertida e muito animada. Como era o esperado, a corte preferia que a rainha tivesse a companhia da primeira, em detrimento da segunda. Mas quem deve de fato escolher suas amizades, se não você mesmo?

6. Quanto maior sua posição na sociedade, mas você deve se preocupar com aqueles que dependem de suas decisões.

MA4

Sim, esse foi um dos maiores defeitos da rainha. Preocupada com o próprio bem-estar, ela não percebeu uma revolta ao seu redor, porque suas ações afetavam (e muito) milhares de pessoas. Apesar de todos os tópicos acima incentivarem-no a seguir suas próprias decisões, é necessário bom-senso para saber quando é bom pensar no bem social e quando pensar no bem pessoal.

___

E após várias mensagens motivacionais, a última acaba quase destruindo a credibilidade das anteriores. Como sou má.

___

~ Maíra Azevedo
11.12.2015 / Próxima semana terá pouco post

Clique aqui para comentar sem precisar subir o post

EDIT: geeeeente, que “mais” no lugar de “mas” foi aquele? Que horror, quebrei a internet.

Inspiração: Anos 20/1920s

Boa tarde, leitores (:

Acho que muitos de vocês já devem ter visto a festa de 2 milhõe$$ de dólares da Kris Jenner com o tema baseado nos anos 20 e em O Grande Gatsby. Queria me inspirar nesse evento para mostrar um pouco da moda dessa época, que só para constar eu gosto muito. Se alguém ainda não tem muita noção sobre, pode ver as imagens desse post e terá uma ideia.

(Nota: esse post só mostra minhas observações a respeito da época. Podem não ter nada a ver com o verdadeiro estudo da moda dos Anos 20)

1920s1

Às vezes, é estranho observar os rostos das mulheres com maquiagens bem pesadas, mas com os olhares tristes e os sorrisos sérios. A forma como se pintava as sobrancelhas e a boca dava esse aspecto um pouco “fechado”. O que podia trazer de alegria para quebrar a seriedade eram os adornos, sendo eles os mais variados: penas, faixas no cabelo, luvas, peles…

1920s2

Os cabelos tinham sempre algo novo para se criar. Saindo da moda de longos penteados de 1910, os cortes de 1920 eram quase sempre curtos, tornando-se o oposto dos anos passados. Algumas deixavam o cabelo liso, e outras faziam várias ondas e cachinhos.

1920s3

Trazendo o estilo de maquiagem, de roupa e de adorno, os anos 20 podem ser recriados para ocasiões como festas, eventos mais elegantes e até mesmo casamento. É difícil deixar que a moda desses anos acabe no esquecimento, pois foi uma mudança que saltou da mulher nobre de maquiagem leve e cabelos bem longos para a mulher comum de maquiagem trabalhada e cabelos curtos. Sem falar, claro, nas roupas, que ganharam uma silhueta mais reta, o espartilho já não era usado por todas, o conforto era maior e a liberdade também.

E quando há festas?

1920s4

1920s5

O estilo da moda que conhecemos dos anos 20, ao meu ver, era muito baseado nas festas que ocorriam durante a noite, por isso é tão fácil imaginar-se usando algumas dessas roupas.

Na festa de 60 anos da Kris Jenner, ninguém deixou de tentar fazer uma roupa que combinasse bem com a temática, e muito do que baseava a moda do passado esteve presente nos convidados: os adornos rebuscados das cabeças, as roupas com brilhos, pele, penas; os penteados bem curtos ou totalmente lisos ou com ondas e cachinhos; a maquiagem escura nos olhos e na boca.

No Cotidiano Atual

– Mulheres de cabelos curtos teriam mais facilidade de imitar alguns penteados dessa época. Como não se usa mais tanto o chapéu, outros estilos de penteados ficam difíceis de testar. Usar faixas é uma forma de se aproximar à época.

– Saias knee-lenght e midi poderiam ajudar na hora de tentar aplicar os anos 20 a algum look de 2015. Se quiser pensar de forma mais ampla, apenas imagine a silhueta reta (sem as curvas da cintura e do quadril perceptíveis), o ponto chave.

– Maquiagem com batom escuro é mais usada para eventos à noite, mas quem sabe também não é possível usar ao longo do dia? Olhos com sombra escura ninguém gosta de arriscar enquanto há sol, mas à noite, especialmente com um efeito cintilante ou com brilho, ela ficará perfeita.

– Pérolas e brilhantes são uma ótima escolha. Apesar de terem sido muito usados nos 1920s, esses adornos são atemporais.

1920s8

Espero que os anos 20 lhe inspirem tanto quanto inspiram a mim e a Picasso ❤

______

Fontes: muitas…
Fotos dos Kardashians
Pinterest: 1920s
Imagem em Destaque

~ Maíra Azevedo
19.11.2015

As Flores da Dolce & Gabbana

Bom dia, gente! Nesse fim de semana, terei uma folguinha e poderei postar mais!! Ihul!

Juro que esse post das Flores da Dolce & Gabbana estava nos meus rascunhos há mais de 2 semanas. Eu não conseguia terminá-lo, pois quis reunir várias imagens ao mesmo tempo. Não só isso: diferenciar pela cor da flor e se o foco é a roupa ou o adorno – além das possíveis distrações com o vestido da Gigi Hadid.

Não sei se é algo já típico da D&G temas chamativos (*aponta Moda Barroca*), mas devo dizer que eles sabem criar moda muito bem. A última que me chamou a atenção se baseou nas rosas, talvez a flor mais usada para criar novos looks, estilos, adornos etc. E para causar mais impacto, a rosa vermelha. [Todavia, falarei de coleções anteriores também!]

DGrose1

A grife não se deteve a só desenhar vestidos. Saias, mini blazer e mesmo enfeites para o cabelo formam parte de um conjunto maravilhoso. Isso só este ano.

dgrose2

Quando você pensa que há muitas peças com fundo preto, aparecem outras com fundos de tons mais leves, como azul bebê, rosa bem clarinho e branco.

dgrose3

Em anos anteriores, a proposta foi apresentada com flores mais discretas, sem muito tom vermelho. O vestido com flores variadas e renda é de um desfile de 2012. Já nesse ano, a D&G gostava de formar looks completos com o tema escolhido.

É difícil dizer qual tipo de estampa e qual roupa me encantou mais. Eu adoraria ter o “poder” de comprar várias delas. Como não é possível, fico apenas nos sonhos e nas inspirações.

dgrose4

Voltando para as rosas vermelhas, os acessóros também receberam muita atenção! Flores na cabeça são um trunfo: nunca saem de moda. Mas claro, o tamanho e a disposição delas no penteado variam muito de acordo com o estilo da pessoa. Eu, por exemplo, usaria com maior facilidade o primeiro enfeite (topo à esquerda) – apesar de uma coroa não ser uma má ideia hihihi.

dgrose5

Não tem como deixar de falar sobre as clutches maravilhosas e bem feitas da D&G das coleções mais novas. A com formato de coração seria meio “difícil” de usar – ficou romântica demais -, mas as da direita, em uma festa, serviriam muito bem! E aquilo na bolsa do topo seriam margaridas?

___

Sobre como a Dolce & Gabbana se inspira nas flores, eu só tenho a dizer:

Quero esse vestido. Agora.

Engana-se quem pensa que estampas semelhantes são muito antiquadas. Flores, principalmente rosas, são uma parte atemporal da moda, e cada pessoa tem a capacidade de vestir-se bem com elas. Nunca deixem de testar!

___

Fontes: são muitas kkk
Vou ficar devendo os links (em breve adiciono)

~ Maíra Azevedo
30.10.2015 / Lindo som de martelos e britadeira de uma reforma

Clique aqui para comentar sem precisar subir o post